Compartilhe:

Via Agência Sergipe de Notícias – texto na íntegra

Três répteis, um mamífero e uma ave foram destinados à soltura em área de preservação ambiental pela Administração  Estadual do Meio Ambiente (Adema), durante o início de março. Os cinco animais silvestres, em sua maioria encontrados em residências em bairros da capital e em Nossa Senhora do Socorro, na Grande Aracaju, correspondem às operações de resgate executadas diariamente pela equipe de técnicos do órgão do Estado, responsável pela preservação da fauna e flora no território sergipano.  

Um Guaxinim (Procyon cancrivorus), localizado por moradores do municíio de Barra dos Coqueiros, região metropolitana de Aracaju, foi um dos resgates realizados esta semana. Ainda durante a ação, a equipe de técnicos da Adema foi acionada para o resgate de um Gavião (Rupornis magnirostris), no bairro Atalaia, zona Sul da capital, ele não apresentava nenhuma fratura, além de um filhote de Jiboia (Boa constrictor), capturado no Conjunto Albano Franco, em Nossa Senhora do Socorro. Ambas as espécies foram levadas ao seu habitat natural. 

Conforme o diretor-presidente da Adema, Gilvan Dias, as ações realizadas pela equipe do órgão buscam trazer compromisso e equilíbrio com a vida silvestre, ele ressaltou o papel dos especialistas. “A população sergipana deve sempre acionar a equipe de técnicos, assim poderemos avaliar cada situação, pois o foco é nos certificar que as espécies resgatadas, apreendidas e até mesmo de entrega voluntária esteja apta ao retorno ao seu habitat natural de maneira segura”, explicou. 

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Aracaju (SEMA) solicitou os serviços da Adema para resgaste de uma serpente encontrada por trabalhadores da construção civil em um terreno baldio, tratava-se de Jiboia arco-íris (Epicrates cenchria). Além desta, uma Jibóia (Boa constrictor) também foi capturada próximo a uma fábrica,  no município de Nossa Senhora do Socorro. As cobras também já se encontram em área de preservação. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *