Compartilhe:

Um vídeo que circula na internet e que teria sido feito por um senhor de nome Thiago Martins, contesta os recursos utilizados pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia – SESAB – na contratação de leitos no município de Camacan.

Em nota, a SESAB alega que o processo de contratação emergencial de 20 leitos clínicos e um pronto atendimento com dois leitos de estabilização seguiu todos os trâmites legais, sendo remunerado com os mesmos valores das demais Unidades Covid contratadas em todo o estado (R$220 mil reais para o Pronto Atendimento e R$708,57 por diária de leito clínico).

Também consta na nota que os pagamentos das contraprestações mensais são efetuados após rigorosa apuração e análise da SESAB, mediante comprovação da assistência prestada ao paciente e também da inserção das informações nos sistemas do Ministério da Saúde.

A Bahia está na fase crítica de enfrentamento do novo coronavírus, com 1.102 pacientes internados em UTIs, das quais 27 são crianças e 1.075 adultos. A lotação da UTI adulta chega a 87% e a pediátrica, 75%.

Nas últimas 24h, foram registrados 5.124 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,7%), 4.363 recuperados (+0,6%) e 101 mortes provocadas pela doença. Desde o início da pandemia, 735.666 casos estão confirmados dos quais 701.553 já são considerados recuperados, 21.051 encontram-se ativos e 13.062 pessoas não resistiram e morreram. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *