Compartilhe:

Em nota publicada no site na manhã desta segunda-feira, 22, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia – SESAB – diz ter recebido com “surpresa” a autorização dada pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para que estados e municípios utilizem as doses já repassadas e estocadas de vacinas para ampliar a vacinação e não como segunda dose, conforme estava ocorrendo.

Segundo a SESAB, “não é possível a utilização de todo o estoque existente, pois as doses distribuídas em etapas anteriores já estão sendo utilizadas como segunda dose, garantindo assim, a imunização em 28 dias, conforme previsto no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, pela fabricante da vacina e na autorização emergencial da Anvisa para utilização da Coronavac”.

A nota diz que a autorização do Ministério da Saúde contraria acordo firmado entre o próprio Ministério, municípios e estados, além de contrariar Informe Técnico da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS). O correto, diz a SESAB, é que somente as vacinas Coronavac/Butantan entregues nos dias 17 e 20 podem ser utilizadas, em sua totalidade, como primeira dose.

Nas últimas 24 horas, o estado registrou 1.598 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,2%), totalizando 770.430 casos confirmados desde o início da pandemia. Destes, 15.772 encontram-se ativos. Com as 125 mortes registradas hoje, a Bahia acumula 14.224 vítimas da COVID-19.

Nas UTIs, 1.203 adultos estão internados ocupando 87% dos leitos exclusivos para doentes da COVID-19. Também 22 crianças estão em Unidades de terapia Intensiva, uma lotação de 61%. Até ás 15h de hoje (22) haviam 254 novas solicitações de internação em UTI Adulto Covid-19 no sistema da Central Estadual de Regulação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *