Compartilhe:

A Polícia Federal deflagrou, na última sexta-feira, 26, a Operação Camarote, objetivando apurar suposta importação e, por conseguinte, administração irregular de vacinas que teria ocorrido em Belo Horizonte/MG, especificamente em uma garagem de empresa do segmento de transporte rodoviário de passageiros.

A partir de representação da Polícia Federal, a 35ª Vara Federal Criminal de Belo Horizonte/MG deferiu e expediu quatro mandados de busca e apreensão, que estão sendo cumpridos nesta data, objetivando angariar provas acerca dos fatos noticiados.

A suspeita é de que houve importação irregular de vacinas contra COVID-19 e sua receptação, configurando, em tese, a prática dos delitos tipificados no art. 334-A (caso a importação seja anterior a Lei n. 14.125/2021), no art. 334 (caso já em vigor a Lei n. 14.125/2021) ou no art. 273, §1º-B, inciso I (caso tenha acontecido antes do registro da vacina na ANVISA), todos do Código Penal, pelos importadores; bem como a possível prática do delito previsto no art. 180, do Código Penal, por aqueles que receberam a vacina.

Com informações da Comunicação Social da Polícia Federal em Minas Gerais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *