Compartilhe:

O Ministério Público de Sergipe tem realizado um excepcional trabalho de acompanhamento das ações contenção da pandemia tomadas pelos governos estadual e municipais. No último sábado (27), em conjunto ao Sindicato dos Médicos do Estado de Sergipe (Sindimed/SE), os MPs de Sergipe e do Trabalho acompanharam, de forma remota, a visitação realizada ao Hospital Regional Amparo de Maria (HRAM), localizado na cidade de Estância, litoral sergipano, para fiscalizar os leitos clínicos de enfermaria e de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) que foram reservados aos pacientes diagnosticados com COVID-19.

O HRAM, que está sob intervenção, não dispõe de serviço de diálise, isto é, não aceita pacientes que possuem alguma comorbidade cardíaca, vascular, que tenham implicações renais, o que gera empecilhos para realizar regulação para posterior internamento em UTI.

Além disso, para os representantes do Sindmed, os médicos Alfredo José Andrade Vieira e Brunno Silva Goes, muitos leitos não estão apropriados para o atendimento à pacientes com Covid-19. No relatório de inspeção, dos 41 leitos de UTI COVID-19 ofertados pelo HRAM, foi observado que em 12 deles faltavam respiradores e/ou monitores multiparamétricos, essenciais para o funcionamento dos leitos.

A unidade de saúde subdividiu a área de leitos de UTI para COVID-19 em UTI1, que estava com 04 leitos inadequados para receber pacientes, e UTI2 , cujo contrato com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) constava de 20 leitos, mas apenas 15 estavam ativados. Segundo o interventor do Hospital, na inauguração, os 05 leitos do Box G da UTI2 estavam todos montados, mas não sabe explicar o porquê de estarem desativados.

Na enfermaria, apenas 18 leitos, dois a menos do informado nos boletins da SES, estavam em funcionamento.

Agora, os MPs requisitaram que o interventor do Hospital Amparo de Maria deve comprovar, no prazo de 48 horas, a ativação dos 05 leitos de UTI2, completos; dos 04 respiradores da UTI 1 (fixos); dos 02 leitos de enfermarias (equipados e ativos).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *