Compartilhe:

O Centro de Apoio Operacional dos Direitos à Saúde (CAOp), órgão do Ministério Público de Sergipe, enviou expediente com modelo de Recomendação e Ação Civil Pública (ACP) para os Promotores de Justiça do estado de Sergipe.

Enviados pelo Diretor do CAOp dos Direitos à Saúde, Promotor Raymundo Napoleão Ximenes Neto, e pela Promotora Silvia Leal Albuquerque, do Gabinete de Monitoramento da Saúde, os documentos trata da proibição da realização de eventos festivos, shows e similares durante o período junino, com ou sem comercialização de ingressos, em ambientes públicos ou privados de uso comum, a exemplo de praias, parques, praças, clubes sociais, bares e restaurantes ou similares, independentemente do número de participantes, com a finalidade de evitar aglomerações de pessoas e impedir a disseminação do novo coronavírus.

SITUAÇÃO DO COVID-19 NO ESTADO

No último boletim epidemiológico, divulgado ontem (22), Sergipe registrou 1.323 novos casos, um óbito no sábado e 27 mortes que estavam em investigação e foram confirmadas. Outros dois óbitos estão sendo investigados.

Ao todo, 793 pacientes estão internados, sendo que no serviço público são 227 em leitos de UTI (adulto), cinco na UTI neonatal/ pediatria e 225 em leitos clínicos (enfermaria), totalizando 457. Com isto, apenas 7 leitos de UTI estão disponíveis na rede pública, uma lotação de 97,1%.

Já nos leitos do serviço privado estão internados 167 pessoas na UTI adulta, um na UTI neonatal/ pediatria e 168 em leitos clínicos, totalizando 336.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *