Compartilhe:

Após litigioso retorno presencial das atividades escolares, o governador de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSB/SE), anunciou hoje (17) que fará a contratação de executores de serviços básicos, merendeiras e vigilantes para a rede estadual de ensino.

A decisão surgiu a partir de uma reunião ocorrida na tarde desta terça-feira, da qual participaram, além do governador, o secretário de Educação, Josué Subrinho, o secretário da Fazenda, Marco Antônio Queiroz, o secretário da Administração, George Trindade e o procurador-geral do Estado, Vinícius Oliveira.

A postagem publicada nas redes sociais de Belivaldo, afirma que a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura -SEDUC – publicará edital de abertura do Processo Seletivo Simplificado para contratação dos profissionais nos próximos dias.

Alvo de conflito judicial, a volta às aulas na modalidade presencial foi questionada pelo SINTESE, que representa os professores de toda a rede estadual e de 74 municípios do Estado, que assegura que não há profissionais suficientes para garantir a higienização dos ambientes de duas em duas horas, segundo preza o protocolo de biossegurança para o retorno das atividades presenciais. Além disso, o SINTESE destaca que muitos profissionais da educação não receberam ainda a segunda dose da vacina contra o COVID-19.

Pelo menos, 116 escolas retornaram com as atividades presenciais no dia de hoje (17).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *