Compartilhe:

Via ALESE / Por Kelly Monique Oliveira – texto na íntegra

De autoria da deputada estadual Maria Mendonça (PSDB), o Projeto de Lei Ordinária n º 262, que confere ao município de Itabaiana o título de ‘Capital do Primeiro Milagre de Santa Dulce dos Pobres’ foi aprovado na sessão plenária desta quarta-feira, 03. Na propositura, a parlamentar explicou que a canonização da Irmã Dulce dos Pobres foi devido a dois milagres realizados e comprovados no decorrer de sua vida nas cidades de Itabaiana e Salvador.

“O milagre em Itabaiana, o seu primeiro, se deu quando as orações de um padre em nome da religiosa teriam feito cessar uma hemorragia em Claudia Cristina dos Santos, que, depois do parto do seu segundo filho, sofreu durante 18 horas. Em 2009 o papa Bento 16 concedeu o titulo de Venerável à freira baiana, depois de 02 anos ela foi beatificada em uma cerimônia religiosa que reuniu inúmeras pessoas na cidade de Salvador. O papa Francisco canonizou a Irmã Dulce dos pobres em cerimônia realizada no Vaticano. Irmã Dulce se tornou a primeira Santa Mulher do Brasil”, ressaltou.

Maria Mendonça lembrou que a sergipana Claudia Cristiane dos Santos, beneficiada com as orações de Irma Dulce, teve o parto no Hospital Maternidade São José, em Itabaiana. “Dois relatórios médicos afirmaram um quadro gravíssimo de hemorragia, onde as possibilidades de tratamento haviam se esgotado. Cabe salientar que a paciente fora submetida a três cirurgias em 28 horas e que mesmo com a chance remota de sobrevivência, conseguiu vencer a sua batalha, fato que é atribuído às orações feitas a irmã Dulce dos pobres isso porque o padre José Almir de Menezes rogou a Irmã Dulce, de quem era devoto”, salientou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *